quinta-feira, 30 de junho de 2011

Direito de resposta

Vi um vídeo no Youtube que me fez querer escrever uma resposta.

Não vou divulgar o vídeo pq não é do meu interesse. Este post é dirigido apenas pra quem já sabe do que eu tô falando.

........................................

Mascarado Polêmico,

Sua crítica sobre o gel lubrificante é válida.

Sua crítica sobre o ator também.

Você tem uma retórica muito boa, parabéns por isso.

Sua compreensão sobre a PL122 é totalmente equivocada. A proposta dela é punir violências verbais e discriminações como ñ aceitar gays em um estabelecimento comercial, e não negar o direito de achar a conduta homo-orientada errada e expor essa opinião.

É como falar: eu não acho certo pintar o cabelo: se Deus fez ele ficar branco, tem q ficar assim. Você tem o direito de falar isso, mas não de humilhar alguém verbalmente por pintar o cabelo, nem de expulsá-lo de um restaurante por esse mesmo motivo.

A única direferença é q, na nossa sociedade, pessoas q pintam o cabelo ñ tem a mesma necessidade de proteção que homossexuais.

Você, obviamente, é ignorante em relação ao q se relaciona à orientação sexual, tanto q usa a palavra "opção". Você acha que seus filhos virtuais podem escolher se serão gays ou héteros. Como se alguém em sã consciência fosse escolher ser gay, na nossa sociedade...

No outro vídeo, sobre o kit-anti-homofobia, você demonstra mais sua ignorância:

O kit não era pra crianças, mas pra adolescentes do ensino médio.

Aém disso, você acha que defender gay dá voto... em que país você mora?

E ainda tenta defender q ñ se deve defender os gays pq nunca se defendeu os negros. Péssimo argumento. Se tudo tá errado até hoje, o certo é repetir o erro?

Você argumenta q gay sofre menos preconceito q negro. Mas o Brasil é o país q mais mata homossexuais no mundo. Isso ñ quer dizer nada?

"Cartilha-hétero"? Já viu hétero sofrer preconceito?

Crítica ao nazismo? Perdão, mas seu discurso é bem neo-nazista...

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Delphi + Power Rangers + Tic Tac

Seguindo essa vibe de sonhos, resolvi contar o mais engraçado que eu já tive em toda a minha vida!

Foi no ano de 2005, e eu estava cursando o terceiro módulo de Informática Industrial, no Cefet. Eu tinha aulas de Delphi, com o professor Gilmar Grossi. Para quem não sabe, Delphi é um compilador, ou seja, uma ferramenta usada para desenvolver softwares. O Delphi tem um objeto chamado Timer, que é um dispositivo que te permite agendar ações. Por exemplo: após a abertura de uma janela para edição de textos, você pode querer que de dez em dez minutos o programa pergunte ao usuário se ele deseja salvar o arquivo, lembrando-o de fazer isso com frequência. Esse componte, o Timer, fica numa aba chamada System.



Pois bem. Meu sonho começa quando eu estou comendo um biscoito recheado. No meu sonho era um Trakinas:
Mas o Trakinas não tem nenhum desenho de relógio na embalagem, e o biscoito do meu sonho tinha. Ele era mais ou menos assim:


Pesquisando na Internet, me lembrei da existência do biscoito recheado Tic Tac, que tem o desenho de um relógio na embalagem:
Provavelmente foi daí que eu tirei essa idéia, mas confundi a marca na hora de sonhar. Anyway, o importante é que, no meu sonho, do nada apareceu a Rita, de Power Rangers:


Pra quem não sabe, a Rita era uma vilã que fazia bonequinhos pequenos como esse:


Virarem monstros gigantes como esse:


Ela apontou o bastão dela pro meu biscoito recheado e gritou: "Creeeeeeeeesça!". E o reloginho da embalagem virou um montro enorme, mais ou menos com essa aparência:


Então o montro enorme começou a correr atrás de mim, jogando bombas de gás, assim como os monstros de Power Rangers faziam. Em determinado momento ele parou. Em seguida, ele olhou pra mim e disse, com uma voz grave e rouca: "Eu sou o componente Timer da aba System!". Aí eu acordei, rindo muito.

Enquanto pesquisava imagens pra fazer este post, eu descobri que os Power Ranger, na temporada Turbo, enfrentaram um relógio chamado Stain:


Encontrei também isso:


Fica como curiosidade do dia. 

O sonho mais bonito da minha vida!


Acabei de ter o sonho mais bonito da minha vida! Assim que acordei, liguei o computador e comecei a escrever sobre ele para não esquecer nenhum detalhe!

Sonhei que a Globo exibia uma cena de sexo entre Cauã Reymond e Rodrigo Hilbert! A cena era linda: os personagens dos dois eram amigos e assumidamente homo-orientados. Eles haviam tomado um porre e dormido dentro de uma igreja. Quando acordavam (e é aí que começa a cena), eles diziam algo como “Nossa! Precisamos ir trabalhar, cara...” Então o Cauã Reymond chamava o Rodrigo Hilbert para tomar um banho na casa dele. No caminho, os dois tinham que atravessar uma pequena lagoa a nado (eles moravam numa ilha de pescadores, ou algo do tipo). O Cauã tirava a camisa e ia na frente. Já o Rodrigo tirava toda a roupa antes de ir.

O Rodrigo chegava primeiro, e então havia uma cena de nu frontal! O Cauã chegava em seguida. Ao ver o Rodrigo nu, ele falava: “Velho, o que você tá fazendo? Você não pode ir pra minha casa desse jeito...” Daí o Rodrigo respondia: “Beleza, velho, eu fico aqui então até dar a hora de eu ir pro trabalho.” Então o Cauã (que trabalhava como chefe de cozinha em algum lugar) falava: “Cara, se eu não fosse ganhar seis mil pelo trabalho que vou fazer hoje, eu ficaria aqui com você”. O Rodrigo respondia “É... vai lá. Eu também preciso trabalhar. Vou ganhar uns dois mil hoje” (não sei qual era a profissão do Rodrigo). Então o Cauã, que havia começado a ir embora, voltava e dizia: “Ah, quer saber de uma coisa? Seis mil não são mais que dois mil!” (Sei que essa frase é meio “WTF?”, mas foi o q ele disse), e então o Cauã caia de boca no pênis do Rodrigo!

Não foi com uma estética de filme pornô, mas de novela mesmo, porque no exato momento em que o Cauã, de olhos fechados, enfia o pênis do Rodrigo na boca, o plano era cortado e entrava um close do rosto do Rodrigo, sem exibir nenhum segundo do sexo oral propriamente dito. Daí os dois caiam na água de novo, e nadavam juntos, nus. Era lindo! Eles faziam sexo oral alternadamente um no outro enquanto nadavam próximos à superfície, e a câmera tomava a cena ora de cima, ora de dentro d’água. Ficou super Lagoa Azul, bastante poético e pouquíssimo pornográfico, porque não dava pra ver com nitidez o corpo deles, só os contornos, embaçados pela água.

No sonho, tudo o que eu conseguia pensar depois que a cena acabou era twittar meus parabéns à Globo! LOL! Quem sabe um dia a gente não chega lá? Para isso, além de muito avanço em relação às questões LGBT, é claro, precisaríamos diminuir consideravelmente nosso nível de puritanismo, afinal a cena mostrava um nu frontal, um explícito início de sexo oral e cenas de sexo oral embaçadas pela água.

Mas que foi a cena de novela mais bonita que eu já assisti na vida, foi! Pra quem quiser sentir a vibe da cena: