quarta-feira, 12 de março de 2014

GAIA + DESIGN INTELIGENTE + CRIACIONISMO

Hipótese de Gaia: teoria filosófico-científica de que a Terra é um único organismo vivo do qual os humanos, animais, vegetais, etc. fazem parte.

Design Inteligente: teoria filosófico-científica de que o processo de evolução é direcionado por algum tipo de programação prévia.

Cristianismo: posicionamento religioso-filosófico que postula que se deve amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.

Eu sou cristão desde me entendo por gente. Minha família é católica e eu também fui durante boa parte da minha vida. Deixei de ser católico, mas continuo sendo cristão, pois continuo tendo o mesmo posicionamento religioso-filosófico proposto por Jesus Cristo.

Entretanto, também creio na ciência como forma de aumentar nosso conhecimento. Portanto, apesar de cristão, não creio no criacionismo, assim como apresentado pela Bíblia. Mas, por outro lado, também não creio cegamente no evolucionismo. Por quê? Porque não consigo crer que a complexidade da vida tenha sido um processo conduzido ao acaso.

A Teoria do Design Inteligente (teoria filosófica até que se encontre uma forma de ser testada, mas que pretende se tornar científica), em grande parte, faz uma convergência entre o criacionismo e o evolucionismo. Isso porque alguma forma de consciência (não necessariamente individualizada e/ou personalizada) estaria por trás do processo de evolução.

Eu não creio em um Deus personalizado. Aliás, o Deus do cristianismo não parece ser, Ele me parece algo que existe de forma imaterial (isso a partir das falas de Cristo, não dos mitos do Antigo Testamento). A Hipótese de Gaia, que crê que a Terra é um único ser vivo do qual fazemos parte, para mim, surge como uma forma de encarar Deus de uma forma compatível com o Design Inteligente e com o cristianismo. 

Juntando livremente Gaia e Design Inteligente, poderíamos pensar que uma consciência universal, presente em cada parte desse organismo vivo que é a Terra, é o que regeria os processos de evolução nele presentes. Agora, expandindo a mesma lógica presente na Hipótese de Gaia, poderíamos pensar não apenas na Terra, mas em todo o universo como um único organismo vivo. Na minha visão, esse único organismo seria Deus.

Assim, para mim, quando Jesus Cristo diz “ame ao próximo como a se mesmo e a Deus sobre todas as coisas”, eu imagino Deus como esse único organismo universal, dotado de uma consciência que guia a formação de nossas vidas. O próximo, eu imagino não só como os outros humanos, mas também as plantas, os animais, a Terra, os demais planetas e astros: as partes desse único organismo, de Deus.

Um comentário: