terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Depressão não é tristeza

É uma doença, que caracteriza-se por:
  • Diminuição do nível de serotonina (neurotransmissor) no cérebro
  • Apatia (falta de emoção e entusiasmo)
  • Anedonia (forte diminuição da capacidade de sentir prazer)
  • Alterações de humor (momentos súbitos de raiva e tristeza)
  • Alterações cognitivas (diminuição da capacidade de raciocínio e de decisão)
  • Alterações psicomotoras (lentidão e fadiga)
  • Alterações no sono (hipersonolência ou insônia)
  • Alterações no apetite (perda ou aumento)
  • Alterações no ritmo circadiano (relação entre as horas do dia e as ações fisiológicas do corpo, como dormir e se alimentar)
  • Retraimento social e diminuição do rendimento profissional 
É isso! Beijos.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Viajando na viagem no tempo

Peço licença a todos os físicos, aos quais eu respeito e admiro muito, para viajar na maionese em relação à vigem no tempo (assim como já fiz em relação à evolução, sem pedir a devida licença aos biólogos). Meu objetivo em nenhum dos dois posts foi me mostrar sabichão em relação às duas disciplinas, mas sim, apresentar ideias que tive pesquisando e estudando temas específicos que cabe a essas disciplinas, tanto no ensino médio, quanto lendo artigos e discussões ou assistindo documentários e entrevistas por conta própria. No caso da física, ademais, conta pra essa minha inquietação intrometida um curso de extensão de um semestre em física moderna que fiz na UFMG. Meu propósito não é brigar com qualquer físico ou biólogo (que obviamente tem muito mais knowledge que eu) em relação a eu estar certo ou errado. Continuem, portanto, a acreditar neles, e não em mim! Mas viagem comigo primeiro! =D



Caso você, assim como eu, se interesse por física, mas seja leigo, fikdik deste artigo que explica de forma acessível o que é a Teoria das Cordas. Eu adoro Big Bang Theory, e o Sheldon vive falando dessa teoria, porque ele trabalha nela. Então fui pesquisar pra entender melhor (meu conhecimento era extremamente superficial, sabia apenas, por alto, da ideia das 26 dimensões, da proposição de que toda matéria é composta por "cordinhas" e da pretensão de unir a física quântica à relatividade, mas esse link me ensinou bastantes detalhes interessantes), e ler esse artigo foi o q, posteriormente, me instigou a publicar este post!

PS: Como última provocação, fica o teaser: Será q procurar certas coisas na ciência (ou no q temos chamado de ciência) não é procurá-las no lugar errado? Será q o q chamamos de "espiritualidade" não é o caminho ~ cientificamente ~ correto? Pense nas premonições, telepatias, "coincidências"...