quinta-feira, 7 de julho de 2011

Manifesto entretenimentístico

Se tem uma coisa que me irrita na academia, em relação à Comunicação Social, é o fato de o entretenimento ser totalmente marginalizado.

Não tem ninguém, no mundo, estudando e aprendendo a fazer entretenimento na universidade. E que outra área deveria oferecer isso, além da Comunicação Social?

É um saco eu ser obrigado a fazer jornalismo, q eu detesto, só pq eu detesto ainda mais as outras 3 habilitações.

Eu quero ser pesquisador! Não tenho nada que ficar escrevendo textos imparciais e objetivos sobre "acontecimentos" fabricados!

E mesmo que eu quisesse trabalhar no mercado, queria escrever novela, desenvolver quadros de um programa de auditório, fazer as cruzadinhas do jornal diário, escrever um livro de piadas...

Posso?